Ainda não faz anúncios de vendas? Leia este conteúdo | Studio DMS - Agência de Marketing Digital e Design

Ainda não faz anúncios de vendas? Leia este conteúdo

Marketing Digital

Compartilhe:

Anúncios de vendas: é um negócio que vale a pena? Quem trabalha com marketing digital com certeza já ouviu essa pergunta, talvez não com essas exatas palavras, mas com o mesmo sentindo. Afinal, por que investir mais dinheiro, se a sua empresa já está nas redes, de forma orgânica?

Existem diferentes motivos, começando pelo fato de que as redes sociais “sabotam” as empresas, porque nem todo o conteúdo será entregue para todos os seguidores da sua página e, se você tiver um baixo engajamento, ou estiver começando um novo negócio, sua empresa ainda não é tão conhecida.

Mas não se desespere, isso não significa que você precisa investir rios de dinheiro em anúncios de vendas e, principalmente, que vai deixar de trabalhar com publicações orgânicas. Ficou confuso? Calma, continue acompanhando o nosso blog para entender mais sobre este assunto.

Maior visibilidade para a sua empresa com anúncios de vendas

Como adiantamos lá no início, se você estiver começando um novo negócio, a visibilidade online da sua empresa ainda será baixa. Mas, isso também ocorre com empresas com mais tempo de mercado e que iniciaram as divulgações digitais há pouco tempo.

Afinal, na internet também existe concorrência e, se pararmos para pensar, ela pode ser ainda maior do que a concorrência física, porque existem diferentes maneiras de entregar produtos comprados em outras cidades, estados e até mesmo países.

Além disso, se uma pessoa estiver caminhando pela rua, encontrar a sua loja e achá-la atrativa, há uma chance de entrar e conhecer os produtos, mas, como ela vai passar por essa experiência de conhecer o que você tem a vender, se não encontrar a sua loja nas redes sociais, nem de maneira orgânica e, muito menos, com anúncios de vendas?

Por isso, os anúncios são extremamente importantes, já que você tem diversas maneiras de mostrar para as pessoas o que está vendendo e com uma vantagem extra de quando se trabalha apenas com orgânico: segmentar o seu anúncio para as pessoas corretas, ou seja, a sua persona. Entenda mais no próximo tópico.

Não sabe o que é persona no marketing digital e ainda não tem a sua? Clique aqui.

Segmente os anúncios de vendas para a sua persona

De acordo com a UIT (União Internacional de Telecomunicações), 4,1 bilhões de pessoas estão conectadas à internet em todo o mundo e não, nem todas estão interessadas no que você tem a vender. Apesar de parecer óbvio, é algo importante a ser frisado.

Quando se trabalha com tráfego orgânico, há chances de diferentes pessoas, inclusive aquelas que não estão interessadas no seu produto, encontrarem as suas publicações, porque existem diferentes caminhos que podem levá-las até os internautas, como o algoritmo, outras pessoas que compartilham as publicações.

Dessa forma, quando estamos falando em anúncios de vendas, é possível selecionar diferentes características que representam o seu público-alvo:

• Quem são eles – informações demográficas detalhadas, como status parental, estado civil, ensino, status de proprietário, emprego;

• Quais são os interesses e hábitos deles – afinidade, como alimentação, bancos e finanças, beleza e bem-estar, casa e jardim, compradores, entre outros;

• O que eles pesquisam ou planejam ativamente – no mercado, ou seja, o que eles compram, como eletrônicos, produtos de beleza, compras sazonais…

Também existem duas opções para remarketing, ou seja, quando os anúncios já foram enviados para uma pessoa que não fechou uma compra, mas esteve muito próxima de fazer isso:

• Como eles interagiram com sua empresa (remarketing e públicos-alvo semelhantes);

• Públicos-alvo combinados (combinações de público-alvo).

Além disso, também é possível informar quais são os principais comportamentos das pessoas, ou seja, como elas compram, quais as inclinações políticas, se é usuária de dispositivo móvel e há quanto tempo usa o aparelho. Assim como, diversas outras informações, que ajudam a melhorar cada vez mais a entrega dos anúncios de vendas.

Entrega dos posts: tráfego orgânico x tráfego pago

O tráfego orgânico é bom em diferentes aspectos, mas, como já pontuamos, não são todas as pessoas que recebem as suas publicações. Além de levar em conta horários com mais interação, é preciso observar como as pessoas se comportam com os seus posts, ou seja, analisar se há comentários, quantas curtidas a postagem recebeu, se o conteúdo foi salvo.

Apesar disso, cada rede social possui um algoritmo diferente, que vai sim, interferir em como as pessoas receberão o conteúdo publicado por você. Por exemplo, quanto mais você interagir com um perfil no Instagram ou com um tipo de publicação, mais atualizações daquele perfil e publicações relacionadas aparecerão para você.

Mas, para entender mais sobre algoritmo, dá uma olhada neste conteúdo.

E então, como saber quais os melhores horários para publicar? Você só terá acesso a dados como esse com o tempo, pois primeiro é necessário realizar testes e entender como os seus seguidores se relacionam com os posts.

Por isso, quando se trabalha com anúncios de vendas, o tráfego pago, a garantia de entrega é mais alta. Além disso, as ferramentas como Facebook e Google ADS oferecem a possibilidade de escolher em quais horários os anúncios deverão aparecer. Dessa forma, se o seu público não interagir tanto com as publicações durante a noite/madrugada, é possível criar uma automação para que eles não rodem, ou seja: economia de dinheiro.

Existem anúncios de vendas diferentes?

A resposta para essa pergunta é sim, existem modelos de anúncios de vendas diferentes, especialmente quando falamos em Google ADS.

Rede de pesquisa

Esse formato é o mais popular no Google. Os anúncios são feitos somente com textos e aparecem ou no topo ou no rodapé de um resultado de pesquisa. Recomendado para quem está focado em vendas, porque sempre que os termos de pesquisa foram buscados no Google, o anúncio aparecerá.

Faça um teste, pesquise por: conserto para celular.

Rede Display

Anúncio em formato de banner, vai aparecer em sites parceiros do Google, como portais de notícia, blogs.

Ah, atenção: os anúncios aparecerão em sites relevantes para o seu anúncio de vendas!

Anúncio no YouTube

Anúncios em vídeo que aparecem antes, durante ou no fim de um vídeo também são feitos diretamente pela plataforma ADS do Google. Eles têm um grande potencial para atrair clientes.

Certeza que você já parou para ver um anúncio inteiro, sem ter pausado após 5 segundos!

Anúncio para aplicativos

Você provavelmente tem um aplicativo gratuito no celular, mas que também conta com a versão paga, certo? Os anúncios para aplicativos normalmente aparecem na versão free dos apps e são focados na geração de downloads.

Google Shopping

Formato voltado para e-commerce, em que é possível criar campanhas que promovam seus produtos e gere mais tráfego para o seu site. Eles são exibidos junto com os anúncios de texto, na rede de pesquisa, no topo ou meio da página.

Pesquise por: celular.

E por falar em e-commerce…

SIM! Quem tem um e-commerce deve colocar nas contas fixas de todos os meses os gastos com anúncios de vendas. Afinal, lembra nosso exemplo anterior, de uma pessoa encontrar uma loja na rua e entrar para conhecer? Como isso será feito em um e-commerce?

A internet é a sua grande vitrine e você precisa fazer de tudo para tornar os seus produtos atrativos para os seus potenciais clientes, mas, antes de tudo, precisa fazer com que as pessoas encontrem os seus produtos!

Quanto investir em anúncios por mês?

Essa provavelmente é a pergunta de R$ 1 milhão. A verdade é que não existe uma resposta padrão, afinal, contamos com muitas variáveis: concorrência de mercado, entender como o público responde as campanhas e qual o valor em média empresas com os mesmos produtos que os seus investem, já que as redes funcionam em sistema de leilão: quem paga mais, tem preferência na ordem de exibição.

Sim, anúncios de venda valem a pena

Lá no início trouxemos uma pergunta, se anúncios de vendas realmente valem a pena. No decorrer do nosso blog você pode ver que sim, eles valem a pena, nesse caso, o investimento.

Uma frase muito comum que costumo ouvir é: para ganhar dinheiro é preciso gastar. E sim, ela é verdadeira. Clientes, sejam eles novos ou antigos, possuem um custo para toda empresa e as publicações pagas estão nessa lista.

Por isso, se você ainda não investe em tráfego pago, comece a repensar as suas estratégias de marketing digital. Mas, uma dica final: não demore muito, seus concorrentes podem sair na frente.

Atendimento Studio DMS